Betim recebe reforço de 122 policiais militares para operações especiais de Natal e Férias
A partir desta sexta-feira (28), Betim vai contar com mais 122 policiais militares que irão reforçar a segurança em áreas de comércio e de grande circulação de pessoas. A ação, que integra as operações Natalina e Férias Seguras, ocorre por meio de uma parceria entre a prefeitura, a Polícia Militar (PM) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). O lançamento oficial das operações ocorre nesta sexta-feira (28), a partir das 15h, na Praça Tiradentes.

Conforme a tenente Luiza Rocha, do 33º Batalhão de Polícia Militar, os 122 policiais serão distribuídos de acordo com dados estatísticos da PM. “Toda a cidade será beneficiada. O efetivo ficará, principalmente, na área central e em demais regiões que possuam centros comerciais com grande fluxo de pessoas, como Citrolândia, PTB e Cachoeira”, explica. Com o intuito de proporcionar sensação de segurança, os policiais irão transitar a pé pelas ruas. “O policiamento será preventivo, por isso é importante que eles fiquem em contato direto com a população”, diz Rocha.

Parte do efetivo deve permanecer na cidade após o término das operações, que serão encerradas no mês de fevereiro. “Ainda não é possível afirmar a quantidade de policiais que serão designados permanentemente para Betim, mas será uma contribuição expressiva para a segurança da cidade no decorrer do ano. É importante ressaltar que esse reforço não será restrito à área central”, explica a tenente.

Operações

A Operação Natalina visa aumentar a segurança em áreas de comércio, devido ao fluxo de pessoas que fazem compras neste período do ano. Ela será iniciada nesta sexta-feira (28) e encerrada no dia 4 de janeiro.

Já a Operação Férias Seguras, que tem o intuito de fomentar a segurança em áreas de lazer durante o período de férias escolares (como parques, shoppings, etc), ocorre entre os dias 5 de janeiro e 3 de fevereiro de 2015.thumbnail_full_136

Quer morar pertinho de dois shoppings, padarias, restaurantes e faculdades com toda a comodidade ao seu alcance? O Edifício São Francisco foi feito para você: 3 quartos, suíte, aptos de 84 a 148m² de área, coberturas duplex de 169 a 187m² de área, 2 vagas de garagem e 2 elevadores.

O edifício fica localizado na esquina da rua Francisco Ricardo da Silva com rua Basileo Guimarães, apenas a um quarteirão da Igreja São Francisco em um dos pontos mais altos do bairro Angola, proporcionando uma vista panorâmica de toda a cidade.

Prédio com 2 elevadores de alto padrão, gás individual, 2 andares de garagem e maior parte da fachada pastilhada.

Nunca o seu sonho esteve tão próximo. Agarre essa chance!

Saiba mais

Ambientes que transmitem um conforto visual, com mistura de cores, tecidos, materiais e apoio da iluminação, todos estes itens ajudam a preencher e formar um local afetuoso e cheio de preciosidades.

Normalmente se denomina afetivo, algo ou alguém que transmita admiração, carinho, estima. Sentimentos que não precisam ser lançados com uma palavra, mas apenas com o olhar de sutileza, com gestos de benevolência, apenas ao sentimento de estado de espírito, e isso também acontece com os ambientes.

Ambientar é criar um projeto de dedicação com o outro, isso inclui, pessoa que habita o local, ou mesmo objetos que ali estão. A composição te traz boas lembranças, o aspecto do local ou mesmo o aroma, tudo pode soar como composição, visto que foi feito para aquele lugar, com o intuito de trazer um bom aspecto para o morador ou para o visitante.

Essa postura é colocada principalmente em ambientes que transmitem um conforto visual, com mistura de cores, tecidos, materiais e apoio da iluminação, todos estes itens ajudam a preencher e formar um local afetuoso e cheio de preciosidades.

Utilizar de objetos que tragam lembranças também é um ponto a mais, como um abajur herdado da avó, um quadro que foi dado por um amigo, ou apenas uma foto que te traga boas lembranças, tudo é válido, desde que caiba no ambiente. Às vezes apenas alguns detalhes trazem o clima para o local, um tapete, uma placa pintada a mão, uma ideia inovadora de mesa, ou mesmo uma planta para trazer cor ao local.

Um ambiente afetuoso pode ser simples, cheio de contextos e singularidades, depende daquilo que se vê e o que almeja transmitir. Tudo aquilo que planeja levar para si e para os outros, em uma atmosfera de crenças e misturas. Um ambiente assim consegue tocar não apenas quem o habita, mas quem ali está de passagem, é como se o visitante estivesse fazendo uma viagem por cada canto, com histórias diferentes, isso com a simplicidade e compreensão das boas lembranças compartilhadas.

 

Várias são as dicas para decorar um pequeno espaço aproveitando os centímetros preciosos de determinado lugar sem deixar o ambiente pesado e bagunçado. Conheça 18 dicas para organizar um espaço sem comprometer o estilo e a funcionalidade de um pequeno ambiente. Satisfaça todas as vontades!

 

  1. Sabe aqueles objetos perdidos pelo espaço? Aqueles que não combinam com a divisão e a decoração da sua sala, cozinha… Exercite o desapego e descarte o que não vem somando com a beleza do ambiente, afinal, não há espaço para acolher coisas pouco essenciais. Lembre-se que ao manter tudo organizado e no local adequado, o espaço vai automaticamente parecer mais amplo e arejado.
  2. A escolha da paleta de cores deve cair sobre tons mais suaves e claros que aumentam, de forma natural, um espaço reduzido. Prefira uma decoração monocromática, selecionando somente uma cor para utilizá-la em tons de intensidade variada. Se deseja engrandecer o espaço opte por pinturas com tintas que refletem mais luz como, por exemplo, as que possuem um acabamento com brilho, tanto para as paredes como para os tetos, assim será bem mais fácil ampliar visualmente a divisão de um ambiente. Se a mobília for escolhida em tons idênticos aos das paredes, o espaço ficará mais harmonioso e amplo – as cores contrastantes fazem o contrário, ou seja, “cortam” o espaço, diminuindo-o. Reserve as cores fortes para os têxteis e outros pequenos detalhes.
  3. A luz natural é o melhor amigo de um pequeno espaço, inundando-o com um efeito surpreendente que parece aumentar o recanto mais minúsculo. Se não interferir com a sua privacidade, evite pendurar cortinas, mas se fizer questão de vestir as janelas escolha um simples estore de rolo ou cortinado leve e semitransparente, sempre em tons claros. Se existirem paredes com funções puramente decorativas, ganhará ao eliminar ou recortá-las para deixar entrar mais luminosidade. O mesmo aplica-se a portas que não são utilizadas… mais vale retirá-las para ganhar espaço ou ainda escolher portas de correr. Se a luz natural não for o suficiente, invista nailuminação artificial com focos de teto ou candeeiros de pé e de mesa.
  4. Juntamente com a luz natural, os espelhos são um dos melhores recursos para fazer qualquer espaço crescer a olhos vistos: pendurado ou pousado no chão. Lembre-se que um espelho grande é um dos elementos que não pode faltar nas divisões menores da casa.
  5. Evite expor mobiliário junto às portas das divisões e nas áreas de passagem – além de não ser prático, vai apertar ainda mais um espaço que já é pequeno. Aposte em mobília “curta” como otomanas, pufes, cadeiras sem braços ou mesas baixas para não roubar centímetros preciosos e “abrir” mais o ambiente. Em termos de objetos decorativos, principalmente os que são mais altos, deve colocá-los, de preferência, junto às paredes em vez de no espaço aberto.
  6. Ainda em termos de mobiliário, opte por peças grandes, em menor quantidade, do que muitas peças pequenas. A quantidade vai dar um aspecto desarrumado ao espaço, ao contrário de meia dúzia de elementos de grande porte que vão emprestar um ambiente calmo e estruturado. Os móveis com bases abertas são indicados para ambientes mais apertados porque deixam o espaço “respirar”. Se vai ter mobília estofada, prefira padrões lisos em tons neutros, optando sempre por variar em termos de texturas, que podem acrescentar um interesse a mais na divisão do ambiente.
  7. Saiba que um chão visível fará qualquer divisão parecer maior, ao contrário de um coberto por tapetes. Se não abre mão de um bom tapete, opte por colocá-lo apenas em uma parte do espaço, deixando sempre algum chão à vista.
  8. Em vez de ter uma mesa de centro na sala, opte por uma consola comprida e estreita para exibir por de trás do sofá ou então uma mesa de apoio (os conjuntos de duas ou três que encaixam umas debaixo das outras são perfeitas para espaços reduzidos), estacionada ao lado do sofá e que pode ser colocado no centro sempre que necessário. Opte por um sofá seccionado que dá um ar mais fluído e menos fechado à sala, e se este tiver pés, ganhará espaço debaixo do mesmo para guardar em cestos, as revistas, livros, mantas e jogos de tabuleiro.
  9. As televisões estão presentes em todos os cantos da casa e podem ser verdadeiras “intrusas” em determinado espaço. A solução? Um suporte específico para televisões que podem ser fixadas em paredes ou então modelos como os LCD que são perfeitos para pendurar.
  10. Em um quarto para crianças com dimensões reduzidas, é sempre muito fácil decorar com diversão: opte por beliches ou então as bicamas “Bibox”, onde uma delas está camuflada como uma espécie de gaveta encaixada sob a cama de cima, podendo ser aberta de noite e ocultada de dia. Ainda no que toca ao espaço das crianças, recorra aos arrumadores de parede não só para decorar, mas também para organizar.
  11. As casas menores também têm corredores e, embora sejam espaços de passagem, podem ser decorados de forma eficiente e com muita elegância. Enxergue os corredores como local ideal para colocar armários estreitos, ganhando espaço de arrumação diverso ou então para exibir uma biblioteca. Entretanto, se preferir um corredor vazio, pinte as paredes com riscos horizontais para alongá-lo.
  12. Os materiais transparentes alongam qualquer zona porque acabam por refletir a luz e o próprio espaço: pode ser uma mesa com tampa de vidro ou de acrílico, portas e armários com vidro, cadeiras em acrílico transparente, uma porta do box do banheiro ou um biombo.
  13. Em uma cozinha com poucos metros quadrados, escolha uma mesa que possa ser fixada à parede e aberta exclusivamente na hora das refeições, pode também combiná-la com bancos altos ou empilháveis, uma barra de aço inox fixada sobre a bancada para organizar todo o tipo de utensílios… Assim, terá uma decoração minuciosa para poder cozinhar e saborear com muito estilo.
  14. Embora quase sempre pequenos, os banheiros podem ser habilmente decorados, basta aproveitar as suas paredes para instalar prateleiras bonitas e funcionais, fotografias emolduradas, espelhos sensuais, um porta rolos vertical para papel higiênico, um banco com arrumação interior ou que sirva para colocar a roupa suja.
  15. Em pequenos espaços não há nada como apostar em mobília multifuncional para decorar com estilo e praticabilidade: camas com arrumação sob o colchão, sofás-cama, mesas de centro, bancos, otomanas ou pufes que abrem para revelar espaço de arrumação extra.
  16. Utilize a arte de embutir eletrodomésticos nas pralereiras (prateleiras) ou em estantes e armários para criar um efeito visualmente interessante e organizado, sem roubar espaço extra. Assim você dará liberdade ao ambiente!
  17. Em quartos de dormir apertados, troque as tradicionais mesas de cabeceira por cubos ou prateleiras fixadas ao mesmo nível, para obter o mesmo efeito, com a vantagem de conseguir um visual bemoriginal e apelativo.
  18. Procure aperfeiçoar recantos que parecem pequenos para servirem algum propósito interessante: será que aquele nicho não é mais do que suficiente para montar um pequeno escritório ou esconderijo para leitura? O espaço debaixo de uma escada também pode acolher uma mesa e um banco com o telefone ou então uma prateleira embutida para posicionar algum objeto. O mesmo aplica-se aos espaços existentes nos patamares das escadas.

Fonte: Site eu decoro

Quer renovar a aparência da sua casa sem fazer grandes reformas e gastando relativamente pouco? Uma dica é investir nos tecidos de parede!

Com diferentes texturas e estampas disponíveis, os tecidos de parede podem dar mais cor e vida um quarto ou a uma sala, por exemplo, deixando o seu lar ainda mais aconchegante.

As vantagens de apostar no tecido de parede são praticamente as mesmas de apostar no papel de parede: variedade de estampas e texturas, fácil aplicação e a possibilidade de o tecido ser trocado caso o morador enjoe.

Malu Goraieb, designer de interiores, explica que, com o tecido de parede, você não se limita a books, estampas, marcas e preços. “O preço do tecido, assim como o papel, pode variar de acordo com a gramatura”, diz.

Ainda de acordo com Malu, a colocação do tecido é bem simples. “Permite que você mesma faça, utilizando apenas a cola branca. Mas é importante ter ajuda de outra pessoa, para esticar o tecido e evitar bolhas. Se isso acontecer, fure com uma agulha e libere o ar”, explica.

 

Como aplicar o tecido de parede passo a passo

Abaixo, Malu Goraieb explica como aplicar o tecido de parede:

  1. Garanta que a parede esteja limpa, lisa e use um nível para riscar a linha em que o papel será colocado;
  2. Prenda o tecido antes de passar a cola, garanta que ele não vai ficar torto (às vezes as paredes são tortas e isso influencia no resultado);
  3. Use um pincel largo para passar a cola com a água;
  4. Pressione o tecido com uma espátula, como se fosse colocar um adesivo e vá tirando as bolhas;
  5. Não cole mais de uma faixa no mesmo dia, espere secar a primeira, pois alguns tecidos podem encolher e criar emendas indesejadas.

Abaixo você confere ainda um vídeo sobre como colocar tecido de parede:

 

Para garantir que o tecido de parede tenha boa durabilidade, faça uma limpeza cuidadosa com aspirador de pó uma vez por semana. Caso surjam manchas, pode-se limpar o tecido com um pano úmido e sabão neutro, evitando-se sempre produtos abrasivos.

Onde comprar tecidos de parede?

Na galeria abaixo você confere alguns exemplos de tecidos de parede disponíveis para a venda:

Inspire-se com os ambientes decorados

Para decidir se isso é o que você quer para o seu lar, confira as fotos a seguir para ter uma ideia de como ficam as paredes decoradas, seja com tecido, adesivo ou papel de parede e inspire-se para escolher a estampa ou material que mais lhe agrada.